NOTÍCIAS

Motim

 {mosimage}
Lula se queixa da Abin.
O presidente Lula já se convenceu de que não pode contar com a Agência Brasileira de Inteligência, que não o informou sobre a ameaça de motim dos controladores de vôo. Outra vez Lula foi surpreendido pelos fatos. "Para que serve essa porcaria?", perguntou, colérico. 
- Sobrou para o general Jorge Félix, chefe do Gabinete de Segurança Institucional, chefe da Abin. O ministro Waldir Pires (Defesa) também culpa Félix por sua desinformação.
**Deu na coluna do Cláudio Humberto

Identidade Preservada

A Câmara dos Deputados analisa Projeto de Lei 6.873/06 que transforma em crime, com pena de reclusão de um a cinco anos, revelar a identidade dos servidores públicos que trabalham no serviço de inteligência.

O projeto prevê ainda o aumento da pena em caso de violação de dever de sigilo – de 3 a 8 anos – e se a identidade for revelada a governos ou grupos estrangeiros – de 3 a 12 anos.

"Fiquei impressionada com o fato da Lei 9.883/99, que cria a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), não proteger o caráter sigiloso de que se reveste a identidade do profissional de inteligência", argumenta a autora do projeto, a deputada Laura Carneiro.

Para a deputada, "a preservação da identidade desses profissionais é fundamental para que o Sistema Brasileiro de Inteligência cumpra seus objetivos. {mosimage}

notícia publicada no Jornal de Brasília.

Anistiados da ABIN

A luta é contínua, jamais parará!

Reajuste Salarial

{mosimage}
Bem sabemos que há setores reacionários e sectários dentro do próprio governo em relação à Atividade de Inteligência de Estado e, em particular à nossa categoria profissional. Após diversos entendimentos e tratativas, em todos os níveis, revelamos nosso pleito de equiparação salarial à Polícia Federal (76%), tendo o GSI fechado questão em cerca de 31% - equiparação aos Gestores.

Em recente reunião com o Ministro do Planejamento - Paulo Bernardo, o Presidente da Répública determinou que o pleito encaminhado pelo Ministro General Félix fosse integralmente atendido. Confiamos em que o seja, pois a materialização da indignação da categoria pode tomar rumos incontroláveis e insuportáveis, bem imaginamos.

O momento é de expectativa e de confiança na Direção Geral, na autoridade do Ministro Félix e no Governo, almejando que essa relação não se rompa de forma indesejável. Nervos de aço são um dos nossos atributos. Que tenhamos confiança e fé. Brasília - 30/06/06 Diretoria Executiva/ASBIN

Confiança e Fé



Todo o nosso esforço foi aplicado à solução do nosso anseio de reajuste. Hoje, fizemos vários contatos com as autoridades competentes. O momento é de aguardar com confiança e fé, com nervos de aço.

A desconsideração para conosco, sabe-se, é inaceitável. Na verdade nada foi publicado, pois o DOU, de hoje, não foi divulgado. Acreditamos na sensibilidade de quem decide e recebemos a manifestação de apoio, incondicional, dos irmãos que uniram-se, recentemente, em coro, às nossas reivindicações. Calma e confiança, ainda não é hora de imaginar qualquer reação. Presidência/ASBIN

Audiência Pública